Nutrição Funcional

Nutrição Funcional

Para entendermos o que é Nutrição Funcional, primeiro precisamos entender o que é “alimento funcional”

Os Alimentos funcionais oferecem benefícios à saúde, são ricos em vitaminas, proteínas e minerais essenciais à saúde e à manutenção da vida, como por exemplo a laranja, que contem  fibras e minerais e vitaminas dentre elas a vitamina C, que é utilizada em vários mecanismos celulares importantes pra termos vida saudável. Já, os “alimentos” não-funcionais, são na sua maioria os de origem sintética, tipo os refrigerantes que contém aditivos químicos como corantes, aromatizantes, adoçantes etc...ou seja, não há nada que possa beneficiar à vida celular, muito pelo contrário.  

Os Alimentos funcionais, além de suas funções nutricionais básicas, eles podem por exemplo reduzir riscos de doenças crônicas degenerativas, como câncer e diabetes dentre outras.

A  NUTRIÇÃO FUNCIONAL, se utiliza desta ‘quimica da vida’  que são os ingredientes que compõe os alimentos funcionais, para indicação de terapia nutricional, seja de ordem  preventiva ou curativa, PORÉM, um detalhe muito importante é que a Nutrição Funcional, leva em consideração a individualidade bioquímica: “porque não há um individuo bioquimicamente idêntico, sequer, então, no mundo”. Sendo assim, Nutrição Funcional, estuda e considera a individualidade bioquímica, ou seja, será que eu não estou ‘ provocando’ uma alteração ou desestruturação bioquímica, por estar me alimentando com alimentos impróprios pro meu perfil genético? Estas “inadequações” são consideradas de acordo com a individualidade bioquímica. Pra entendermos melhor, vamos dar alguns  exemplos: enquanto um indivíduo é alérgico à proteína do trigo( glúten) o outro indivíduo já não tem problema algum em se alimentar do pão ou outro alimento que contenha  estaproteína.  Enquanto para um o café pode  causar enxaqueca e insônia, para outro não causa, chamamos isso de individualidade bioquímica.

Desequilíbrios na saúde, ocorrem devido à inadequação da qualidade da nossa alimentação, do ar que respiramos, da água que bebemos, dos exercícios (a mais ou a menos) e as alterações emocionais que também são causa importante de desequilibrio celular.

Veja algumas ilustrações: quando vamos abastecer nosso carro num posto de gasolina, esperamos que a gasolina não seja ‘ falsificada’ porque se isso acontecer as ‘ informações’, do erro, mais cedo ou mais tarde, aparecerá. Já pensou também se o frentista está distraído e troca ao invés de colocar agua no local próprio da água, ele erra e coloca água no lugar da gasolina? Vai ter consequências, não é? E nós quantas vezes ‘ trocamos o combustível’ da célula, que se alimenta de vitamina e proteina ESPECIAL pra ela, muita vezes  ‘colocamos’ uma toxina vindo de um alimento quase sintético?  Imaginemos um computador, da mesma forma que os dados e comandos que colocamos em um computador determinarão o funcionamento desta máquina, as informações que colocamos em nosso organismo, determinarão o seu funcionamento. As vitaminas ou as toxinas sobrevindas  dos alimentos, ou medicamentos ou ainda do stress, passarão aos   hormônios e neurotransmissores  essas “informações” que podem nos trazer saúde ou prováveis enfermidades.

Caso você não goste de como sua máquina está funcionando, mude as informações que oferece a ela! Melhor ainda, “contrate” um programador, o Nutricionista funcional, para lhe ajudar nesta tarefa!

A NUTRIÇÃO FUNCIONAL, aborda, previne e trata,  desordens crônicas complexas através da detecção e correção dos desequilíbrios que geram as doenças.